O cristão e o conhecimento

06/12/2016

Gospel Prime

Que fé é essa que só se sustentaria dentro de um ambiente acolhedor (a igreja) ?



Lendo a Palavra de Deus, observo que ela não sugere censura naquilo que lemos e buscamos nos informar, recomendando apenas o discernimento. É o que se extrai de I Tessalonicenses 5:21, quando o apóstolo Paulo diz que devemos examinar tudo e reter o que é bom.
Apesar desta passagem se referir à questão das profecias, penso que ela é totalmente aplicável à nossa vida cotidiana, no sentido de nos incentivar, como cristãos, a sermos pessoas bem informadas acerca da realidade que nos rodeia e da situação pela qual atravessa o mundo.
Infelizmente, observo que alguns irmãos acabam incorrendo no erro de menosprezar o conhecimento, o buscar se informar bem. É como se, de certa forma, achassem que os fatos, as notícias do mundo, não lhes dissessem respeito, já que a fé em Deus os colocaria em uma espécie de lugar seguro, longe daquilo que é do “mundo”, dos “ímpios”, a não merecer atenção.
Outros parecem temer que estudar mais, buscar interesse nas ciências, poderia de alguma forma abalar sua fé. Já ouvi da boca de alguns irmãos, dizendo que tinham medo de perder a fé no meio acadêmico universitário. Aí, eu pergunto: Que fé é essa que só se sustentaria dentro de um ambiente acolhedor (a igreja) ?
Ora, esse tipo de postura, a que me refiro, é bastante ruim, em várias aspectos e pode criar certas meninices até mesmo na nossa fé.
Cito um exemplo que vi essa semana: Tivemos o trágico acidente envolvendo o time da Chapecoense. Eles estavam em um avião da empresa boliviana LaMia, cuja sigla significa “Línea Aérea Mérida Internacional de Aviación”.
Pois bem, eu vi nas redes sociais alguns cristãos dizendo, com convicção, que o acidente teria ocorrido, pois o nome da empresa seria o mesmo de LÂMIA, que, na mitologia grega, era uma rainha da Líbia que acabou tornando-se um demônio devorador de crianças. Pergunto: Será que buscar se informar neste caso acerca do nome da empresa aérea não seria bem mais inteligente e coerente?
Outro exemplo que poderíamos citar é a proliferação de heresias nos nossos templos. E esse fenômeno tem relação direta com o fato de muitos irmãos não lerem a Palavra de Deus, não buscarem se informar mais.
Hoje, existem igrejas onde o estudo bíblico é colocado em último plano, sendo que o show musical, a expulsão de demônios e a realização de milagres tomaram o lugar. A escola bíblica dominical em algumas igrejas também é vista como algo secundário, sendo que até bem pouco tempo, era base essencial no caminhar comunitário.
Por outro lado, penso que se o cristão quer se inserir dentro de um contexto mais pluralista que extrapole as quatro paredes da igreja, ele precisa saber dialogar sobre outros assuntos, até para se fazer entendido pelos outros. E para isso, deve buscar estar bem informado, até para que não seja ridicularizado ou visto como um fanático, um alienado.
E quando digo isso, penso que o cristão não deve abrir mãos de seus valores e convicções. O próprio Jesus, em Mateus 10:16, envia seus discípulos dizendo que eles devem ser prudentes como as serpentes e simples como as pombas.
Ora, a serpente aqui traz a ideia de astúcia, sagacidade. Ou seja, os discípulos deveriam estar atentos para não serem enganados. E muitas vezes para não parecermos ingênuos e enganados facilmente, precisamos buscar o conhecimento, ainda mais em uma sociedade tao dividida como a nossa, onde mentiras e meias-verdades são contadas a todo tempo.
Por fim, como tudo na espiritualidade, devemos nos pautar pelo caminho do meio, ou seja, do equilíbrio, pois até mesmo essa busca do conhecimento, se fora da normalidade, vira um fardo difícil de carregar, quando não desemboca para um comportamento de altivez, de se achar superior às demais pessoas.
Não é por outra razão que o livro de Eclesiastes 12:12 nos exorta, dizendo: “Demais, filho meu, atenta: não há limite
para fazer livros, e o muito estudar é enfado da carne”.

Convide ou Contrate o Cantor Gospel Ed Nunes para cantar na sua igreja ou evento!